Publicidade:

quarta-feira, 7 de março de 2018

Iretama: Sessão da Câmara de vereadores tumultuada. Dívida com a previdência ultrapassa os R$ 6 milhões


A Sessão da Câmara de Iretama foi tumultuada na noite de ontem (terça-feira, dia 6). Primeiro um morador do Distrito de Águas de Jurema, o Senhor Cirineu, fez um desabafo dizendo que o distrito está abandonado, sem iluminação, cheio de buracos, ruas sem calçamento e com muito barro. Disse ainda que os pedidos não são atendidos, como coleta de lixo, quebra-molas, sinalização, campo de futebol suíço, entre outros serviços essenciais. O morador "pediu pelo amor de Deus", e ainda criticou a atuação dos dois vereadores que representam a comunidade.

Os dois vereadores, vereador Gabriel e a vereadora “Julia Padeira”, representantes da comunidade, se defenderam dizendo que fazem os pedidos, mas não são atendidos pelo Prefeito e que realmente concordam que o Distrito está abandonado e que precisa de cuidados.

O Vereador Zé Tigrão também se defendeu. Disse que sempre faz os pedidos e requerimentos, afirmando ser o Distrito a "menina dos olhos do Município", mas que o Prefeito não tem competência para atender os pedidos.

Logo em seguida de toda essa polêmica, o Sr. Veriano e o Presidente da PRESMI Germano de Carvalho, fizeram apresentação das Contas da entidade, referente ao ano de 2017. Daí o "k suco ferveu", pois foi apresentado que a Prefeitura não paga aluguel de R$ 4.500,00 há mais de dois anos, que a divida com a previdência é de mais de 6 milhões, e que os parcelamentos estão atrasados, que a Certidão está vencida desde 27/12/16, e por isso o município perdeu mais de 5 milhões de Recursos Federais, tais como emendas para asfalto, praça e outros projetos.

"A certidão não saiu por incompetência da Equipe do Prefeito", ressaltou o contador Veriano.

"Apesar de ser Secretário do Prefeito, não compactuo com a irresponsabilidade pelo não pagamento das dívidas da presmi pela prefeitura, vamos notificar e cobrar os pagamentos", afirmou o Presidente Germano.

Depois foi uma enxurrada de críticas dos demais vereadores. O Vereador Pinduca afirmou "que já era esperado esse comportamento da atual Gestão, que o Prefeito disse que iria trocar quem não desse conta do recado, mais até agora nada foi feito, continuam os mesmos incompetentes lá".

O vereador Borino e Dema fizeram duras criticas a situação do Município, afirmando que avisaram quando foi votado o projeto que aumentou o salários dos cargos em comissão, que inclusive votaram contra juntamente com o vereador Foinha, que iria faltar dinheiro para honrar os compromissos com precatórios, previdência e demais encargos. Tá ai o resultado, concluíram os Vereadores.
É bom salientar que as reuniões da Câmara foram alteradas, sendo agora sempre na segunda e terça, semana sim, semana não. Então haja polêmica.

Outro ponto foi enaltecido o trabalho do Grupo de WathsApp Boca do Povo, que tem feito denuncias e comentários que despertam para as irregularidades cometidas pela atual Gestão.


Assim é só cortar o sinal da internet, que o Bratac fica "tranquilo e favorável". 

Publicidade:

Publicidade: