Campina da Lagoa: Contratos estranhos com preços esquisitos - #CentralR3 - Política, notícia, humor e opinião!!

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Campina da Lagoa: Contratos estranhos com preços esquisitos




Na última reportagem (sábado 24/10), fizemos algumas perguntas sobre a gestão pública de Campina da Lagoa e pedimos a participação da comunidade, através de nossos contatos. Desde então, temos recebido várias informações e uma delas nos chamou a atenção. Um verdadeiro desabafo de um munícipe, que pediu pra não ser identificado, com medo de possíveis represálias.

 

“Sou um cidadão nato de Campina da Lagoa, tenho família e um pequeno comercio, estou contente com o asfalto que esta saindo, pena que isto seja uma cortina de fumaça, para desviar nossa atenção sobre coisas ruins que estão acontecendo e muitas coisas boas que deixaram de acontecer”, destacou o cidadão na mensagem.

 

Diante das informações, pesquisamos no portal de transparência sobre as denúncias do cidadão e descobrimos os seguintes fatos:

 

Em 23 de outubro de 2017, o executivo editou o contrato 238/2017, no valor de R$ 57 mil, oriundo do pregão 90/2017, que tinha como objeto a “contratação de serviços de retroescavadeira traçada com concha e lança para atender a demanda das Secretarias e Departamentos do Município de Campina da Lagoa”.

 

Pesquisamos e encontramos outro fato: Na data de 05 de abril de 2018 (menos de seis meses), a empresa contratada recebe um “presente”. São mais R$ 14.250,00 de aumento!

 

Em 17/05/2018, pouco mais de seis meses depois e com contrato vigente, o executivo contrata por meio do contrato 94/2018, uma empresa que embora tenha um CNPJ diferente pertence ao mesmo empresário, para prestação de serviços com a mesma maquina desta vez no valor de R$ 148.000,00.

 

Este blog fez uma pesquisa no mercado livre e descobriu que uma maquina similar ao objeto contratado custa entre R$ 130.000,00 e R$ 140.000,00.

 

Ou seja, contrataram uma máquina por um valor superior ao bem!!

 

O que é pior: Ainda aditivaram o contrato em 17/05/2019 e 18/05//2020, prorrogando o mesmo por mais dois anos, ou seja, esta locação custou até 07/10/2020, R$ 259.624,23, conforme dados do portal de transparência.

 

Gastaram nos dois contratos até 07/10/2020, o valor de R$ 328.927,51, com o aluguel de uma maquina que se pode comprar por R$ 140.000,00, sendo que com o valor pago o município poderia comprar duas maquinas iguais e ainda sobrava para abastecer as duas por um ano.

 

Se você olhar o objeto do contrato nem era para a maquina trabalhar direto não!

 

Era para ficar à disposição para quando o município precisasse. Caso o município solicitasse, a empresa teria 24 horas para atender.

 

Ainda de acordo com informações, a máquina pouco trabalhou nestes dois anos, mesmo porque o município tem uma máquina similar.

 

Já pensou quantos remédios dariam para colocar na farmácia do posto de saúde com esses valores?

 

Ou então com este valor dava para comprar cotas extras e zerar as filas de espera por procedimentos como endoscopia, ressonância, eletrocardiograma e muitos outros que estão esperando por seis meses, um ano ou até dois!

 

Na visão deste blogueiro que também é advogado, isto pode configurar crime de responsabilidade, improbidade administrativa além de enriquecimento ilícito.

 

Como perguntar não ofende, vocês acham que foi uma atitude honesta???