Publicidade:

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Justiça determina bloqueio de R$ 164 mil do deputado Plauto Miró por supostas irregularidades em gastos com alimentação


O deputado Plauto Miró (DEM), deputado mais votado em Roncador nas últimas eleições, não anda muito bem com a justiça não. Uma decisão da Justiça, determinou o bloqueio de R$ 164 mil em bens do deputado por supostas irregularidades em gastos com alimentação que foram ressarcidos pela Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).   

De acordo com a decisão, o parlamentar pediu ressarcimento de gastos com alimentação em restaures de Curitiba, mas em uma resolução da Alep previa que apenas os gastos em viagem fossem reembolsados, segundo o juiz Guilherme de Paula Rezende, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba.

De acordo com a ONG Vigilantes da Gestão Pública, que acompanha gastos dos deputados, Plauto Miró teria usado a verba “em bares e locais de recreação e lazer”.

Na lista de ressarcimentos, há gastos em restaurantes, lanchonetes, padarias, supermercados, oque, par o Vigilantes da Gestão Pública, “retratam o uso indevido da verba”.

Fonte G1 Paraná