Header Ads

Prefeita de Roncador responde Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa


A Juíza da Vara Cível da Comarca de Iretama, Ana Carolina de Oliveira, recebeu denúncia do Ministério Público formulada em novembro de 2018 e que visa responsabilização por suposta prática de ato de improbidade administrativa contra a prefeita de Roncador, Marilia Perotta Bento Gonçalves e também contra o Diretor Jurídico do Município de Roncador, Antônio Marcos Rosa.

De acordo com a denúncia formulada pelo MP-PR, a prefeita e o Diretor Jurídico, concederam entrevista à Rádio Princesa de Roncador, em janeiro de 2018, com o objetivo de “defender” o ex-prefeito, Odilon Andreoli Gonçalves, que havia sido preso por desobediência.

Em trecho da inicial formulada pelo MP detaca-se: “verificou-se, assim, que tanto a Prefeita Marília, quanto do Diretor Jurídico, valeram-se de seus cargos para defenderem o interesse alheio, no caso, de Odilon Andreoli Gonçalves, sobre fato desinteressante ao Poder Público, mas estritamente particular da família Gonçalves, em notório desvio de função, com utilização da máquina pública e de servidor público municipal, em afronta aos princípios constitucionais”.

A defesa da prefeita, Doutora Marília, alega que não houve nenhuma irregularidade, e que no momento da entrevista, os denunciados não estavam na condição de agentes políticos, e apenas, exerciam o direito da liberdade de expressão.

Publicidades: