Publicidade:

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Roncador: Porte ilegal de arma de fogo e estupro de vulnerável

No inicio da madrugada desta terça-feira (06), a Policia Militar de Roncador foi informada por um familiar que uma adolescente de apenas 13 anos, estava desaparecida desde as 13h00min do dia 04/02/2018, e que teriam informações que ela estaria em meio a um matagal com um homem de 18 anos, acusado de praticar um roubo no dia anterior. Este homem estaria se escondendo e teria levado a adolescente, pois estavam em um relacionamento. Foi recebida informação anônima, que o indivíduo estaria se escondendo em um matagal próximo a residência de um parente. 

A PM chegou no local com o intuito de fazer um cerco, entretanto a mãe do autor percebeu a movimentação, avisando ambos, que fugiram em direção ao matagal. Foram acompanhados, sendo avistada na mão do autor, uma arma, aparentemente artesanal, não podendo ser distinguida se seria uma garrucha ou uma espingarda serrada. 

Durante o acompanhamento, o autor apontou a arma para trás na direção dos policiais, mas de acordo com a PM, não foi possível efetuar disparos para resguardar a vida da vítima. O autor fugiu deixando a menor para trás.

A PM continuou o acompanhamento e que novamente o autor apontou a arma para equipe, momento que os policiais efetuaram 6 disparos, para evitar disparos do autor contra a equipe. Em ato contínuo, o autor entrou no matagal, momento que a PM parou o acompanhamento devido a baixa luminosidade e periculosidade. 

Posteriormente a PM foi à residência da menor, mas ela havia se fugido, tomando rumo ignorado. Em contato com a mãe do autor, contou para a Polícia Militar que não sabia dos atos praticados por seu filho e passou informações desconexas à equipe, mostrando ser conivente com a situação envolvendo seu filho maior  com a adolescente em situação de vulnerabilidade.

Foi confeccionado o BOU e encaminhado à Polícia Civil de Iretama para as devidas providências.

Publicidade:

Publicidade: