Publicidade:

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Roncador: "Defensor do funcionalismo público é coisa que o vereador Ronaldo não é (...)"

Foto: Reprodução do site NetBronca

O site Net Bronca, de Roncador, parece que arrumou uma pendenga das grandes com o vereador Ronaldo Santos, do PT. De acordo com o site, o vereador Ronaldo Santos teria se intitulado um defensor do funcionalismo público após a Câmara de Vereadores reprovar um projeto que previa dação de um terreno do município para amortização de um dívida junto ao Fundo de Previdência do Município de Roncador (Previsron). O vereador Ronaldo votou contrário ao projeto.   

"Defensor do funcionalismo público é coisa que o vereador Ronaldo não é", disse na matéria o Net Bronca, explicando que o Previsron teve suas contas referente ao ano de 2012 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado e por culpa do vereador petista.

O site vai além, dizendo que em 2012, o então servidor Ronaldo Santos foi nomeado para ocupar o cargo de Diretor de Controle Interno da Prefeitura na gestão do prefeito Aguinaldo Chichetti e como o Fundo de Previdência não tinha um servidor especificamente designado para a função de Controlador Interno, quem assinava o relatório do Fundo, era o Controlador do Município, no caso, o agora vereador Ronaldo Santos e é aí que se deu  o rolo. De acordo com o site, o senhor Ronaldo Santos, se recusou a assinar um documento para a correta prestação de contas do fundo o que levou a reprovação das contas. Ronaldo teria ainda, se recusado a receber uma citação emitida pelo TC.

"Sem nenhuma explicação, o vereador Ronaldo Santos deixou claro que sua única intenção era de prejudicar a prestação de contas do Fundo de Previdência de Roncador. Agora, em ano eleitoral, se apresenta como defensor de todos os servidores públicos, tentando dificultar o  trabalho do Poder Executivo em amortizar os valores devidos. Em ano eleitoral to mundo vira mocinho", destacou o site Net Bronca.

É, vamos ter muito mais para ver daqui pra frente...

Tentamos um contato com o vereador Ronaldo Santos para ouvir o que ele tem a dizer sobre o assunto, mas não foi possível até o fechamento da matéria. Espaço aberto para qualquer explicação.